Universidade Lusíada do Porto

ULUS-Porto

  • Privado
  • Membro de
  • PORTO Rua Dr. Lopo de Carvalho. 4369-006 PORTO.
  • 235 professores
  • 3.374 alunos
    14,4 alunos por professor

Estudos destacados

Gestão de Recursos Humanos

  • Licenciaturas

Os objectivos fundamentais são os seguintes: - Formar especialistas em Gestão de Recursos Humanos, prontos a exercer a profissão, tanto no âmbito da empresa privada como da Administração Pública; - Proporcionar aos alunos o domínio das metodologias, técnicas e ferramentas de trabalho específicas da área de Gestão de Recursos Humanos; - Incentivar nos alunos a autonomia pessoal, o espírito de liderança e o gosto pela inovação e mudança.

6 semestres  |  Diurno  |  Porto

Licenciatura em Artes Plásticas e Multimédia

  • Licenciaturas

3 anos  |  Campus Universitario (Porto)

Licenciatura em Criminologia

  • Licenciaturas

Consequentemente, este ciclo de estudos visa assegurar um grau de empregabilidade indiferenciada e para-específica no domínio técnico-profissional na área da Criminologia e a prossecução dos estudos para obtenção de um grau académico superior, ao nível do 2º e 3º ciclos.

3 anos  |  Campus Universitario (Porto)

HISTÓRIA

Fundada em Lisboa, em 28 de Junho de 1986, pela Cooperativa de Ensino Universidade Lusíada que, pelo Decreto-Lei n.º 117/2003, de 14 de Junho, se transformou na Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica, a Universidade Lusíada rapidamente alargou as suas actividades ao Porto (22 de Março de 1989) e a Vila Nova de Famalicão e, mais tarde, à República Popular de Angola e à República Democrática de São Tomé e Príncipe. Presentemente, passados mais de 20 anos da sua existência, as Universidades Lusíada orgulham-se da sua dimensão nacional e internacional, do prestígio alcançado e, principalmente, do contributo dado ao país na formação universitária de uma parte significativa da sua juventude. Com efeito, os cerca mais de 25.000 licenciados que, a nível nacional, obtiveram nelas a sua habilitação superior, desempenham hoje, nos mais diversos domínios, um papel fundamental para o desenvolvimento cultural, económico e social do país, concretizando os mais nobres objectivos das Universidades Lusíada e, por esse facto, são o mais eloquente testemunho de que elas são Universidades de referência. A verificação constante dos objectivos da Universidade tem exigido das um contínuo esforço de qualificação do seu corpo docente, de actualização dos seus equipamentos técnicos e tecnológicos e de renovação das suas práticas pedagógicas, tendo sempre em vista um ensino que apenas se subordina aos princípios da qualidade e do rigor científico. É que hoje, num mundo confrontado com vertiginosas transformações de âmbito social e económico, a nova sociedade exige profissionais com elevado nível cultural, científico e técnico que só a formação superior pode proporcionar. E as Universidades Lusíada, querendo responder a essas exigências, bem como satisfazer legítimas aspirações de realização pessoal, não poderia defraudar as expectativas de quem as vêm procurando. Por isso, para as Universidades Lusíada a formação não termina numa sala de aula, pois entendemos que a formação universitária não pode reduzir-se a uma mera instrução técnica orientada para o desempenho de uma profissão. Isso significaria renunciar à educação em si mesma. Consequentemente, a formação universitária deve dar resposta às perguntas especificamente humanas sobre o sentido e o significado da existência e reflectir sobre os temas de fundo da actualidade, promovendo nos alunos a consciência social formada pelos princípios e valores humanos da tradição, da história e da cultura da sociedade portuguesa, e fomentando a busca da verdade, a criatividade, a capacidade crítica e todos os demais hábitos e atitudes que enriquecem o homem. A aquisição de uma consciência ética e social que determine o comportamento e o procedimento científico e profissional é o suporte do projecto de formação integral das Universidades Lusíada. Procuramos que os membros da nossa comunidade universitária se distingam pelas suas qualidades humanas antes e ao mesmo tempo que pela sua preparação cultural e alta categoria profissional. Na prossecução deste objectivo, as actividades de extensão cultural desempenham um papel primordial de enriquecimento da vida académica com seminários, conferências, debates, congressos, cursos de verão, etc., que permitam aos alunos estar em dia, ampliem os seus horizontes e complementem a formação integral que procuramos ministrar-lhes. Os alunos cooperam também nestas actividades podendo organizar iniciativas e apresentar ideias, o que as converte sem dúvida numa experiência enriquecedora, por si mesma, em todos os aspectos. Prova-o o funcionamento activo de vários núcleos dedicados à música e dança (tunas, grupos de danças e cantares), às artes plásticas, ao teatro, ao cinema, à literatura, etc. Também o desporto ocupa um lugar muito importante na vida das Universidades Lusíada. No nosso projecto educativo as actividades física e desportiva aparecem como instrumentos para o desenvolvimento da personalidade e a consolidação dos valores fundamentais para a formação. Por isso, fomentamos a participação dos nossos alunos nas actividades desportivas. Para competir e, sobretudo, para fortalecer os valores individuais e de grupo que o desporto desperta. Com este mesmo objectivo de proporcionar a melhor formação aos seus alunos, as Universidades Lusíada estabeleceram um conjunto de convénios com diversas entidades que permitem aos alunos a oportunidade de aceder aos programas de intercâmbio internacional como o Erasmus e o Sócrates.